Título: Desencanto;
Trilogia: Às Avessas #2;
Autor(a): Jariane Ribeiro;
Editora: Amazon (Publicação Independente);
Número de Páginas: 287;
Ano de Lançamento: 2016.
Livro no Skoob


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Não sou do tipo que anda de mãos dadas e faz serenatas estúpidas embaixo da sacada ... 
Karolayne acredita fielmente que teve seu final feliz com Pedro, mesmo que tenham trocado apenas um beijo. 
A futura jornalista constrói castelos de areia com o sonho romântico de que o bad boy será seu príncipe encantado, mas parece que Pedro têm outros planos para a relação deles, planos que não condizem com os ideais românticos de Karly. 
E agora, o que que ela deve fazer? Seguir o próprio coração e acabar com algo que nem começou, ou aceitar os planos de Pedro e os segredos que ele esconde? 

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Minha Opinião:

Naquele que seria o oitavo post da coluna Leiturinhas de Kindle, quase três anos atrás, eu escrevia uma mini-resenha do início do que, na época, eu nem sabia que era uma trilogia, nem muito menos que, apesar das minhas fortes ressalvas no primeiro volume, viesse a me conquistar tanto e que, agora, em 2017, eu voltasse resenhando justamente o segundo volume dela e ansiando muito pelo terceiro e desfecho da trilogia Às Avessas. Em uma espécie de releitura do conto da Cinderella, no primeiro livro, Conto de Fadas às Avessas, embarcamos na história de Karolayne, então estudante de jornalismo, que após descobrir a traição do então namorado que enxergava como príncipe, Henrique, acaba por se entregar a uma total desilusão tanto com o romance na vida real como, inclusive, nos livros que ela tanto amava ler. Surge então Pedro Henrique, porém, irmão das duas garotas para quem ela é babá, sempre lhe azucrinando quando pode, mas, repentinamente, mostrando-se não tão odioso quanto ela imaginava que ele fosse antes. 

Se na mini-resenha do primeiro livro eu cheguei a comentar sobre a história tão ter grandes acontecimentos, já não posso falar o mesmo deste segundo volume. Enquanto que no primeiro o enredo e seus personagens ainda estavam se consolidando, ao mesmo tempo em que a escrita e desenvoltura de Jariane Ribeiro para com a trilogia ainda estava no começo, em Desencanto, porém, é mais do que visível o amadurecimento da escrita da autora por entre a continuidade das aventuras de Karolayne que, dessa vez, descobre-se em meio a sentimentos inesperados para com Pedro, que a surpreendera no final do livro anterior e mostrara-se não tão irritante e odioso como ela acreditava antes. Em meio à mudança de emprego, deixando o trabalho como babá das irmãs do rapaz para assumir, agora, um estágio referente ao seu curso na revista Love Story, ela se vê com um novo dilema: qual a verdadeira relação que, agora, ela tem com Pedro? Em dúvida entre o que seria uma ficada sem grandes pretensões, típico do rapaz anteriormente, e um namoro de verdade, a garota outrora romântica e idealizadora dos romances clichês e típicos dos contos de fadas se vê repentinamente no meio de uma relação sem quaisquer garantias, mas com o desejo de, através dela, então, mudar um pouco o jeito de ser do então sapo de seu conto de fadas e transformá-lo finalmente em um príncipe. Mas será que isso vai dar certo?

“— Ele não vai me magoar — o asseguro. — Tomamos as devidas providências para que isso não aconteça.
— E tem como criar um escudo para não ser magoado quando o assunto é nosso coração inconstante?”

Primeiro de tudo que, além da desenvoltura do enredo em geral estar muito maior e mais bem feita, os próprios personagens, também, estão ainda mais cheios de personalidade e distinções entre eles. Cada qual se apresenta e se destaca de um modo único, a começar pela protagonista, Karolayne Lancaster, que, diferentemente das atitudes meio exageradas e infantis do primeiro livro, agora está visivelmente mais centrada e controlada, ainda que com alguns leves impulsos e equívocos naturais da idade recém-completada de dezenove anos. Por mais que em alguns momentos ela tenha me irritado por, principalmente durante sua relação com Pedro, de repente abandonar toda as idealizações românticas de antes para simplesmente se jogar em algo sem quaisquer garantias, como o rapaz tão somente afirma ser capaz de lhe proporcionar naquele momento, é visível a melhora de Karolayne nesse volume em relação ao anterior e, ainda que em meio aos altos e baixos, ela me cativou bem mais nesse livro e torci muito por ela, fosse no âmbito amoroso e familiar, como no âmbito pessoal e profissional.

Pedro Henrique, por sua vez, também sofreu uma visível melhora desde o primeiro livro, ainda que seu jeito descompromissado de ser no quesito amoroso tenha me irritado por diversas vezes. É visível que, além de Karolayne, ele próprio também começa a nutrir sentimentos mais fortes e reais pela garota que tanto costumava azucrinar meses atrás, mas de repente esse acaba por não ser seu único dilema na história, uma vez que uma nova revelação sobre o divórcio de seus pais vêm à tona e o abala por completo, de certa forma influenciando ainda mais sua instabilidade em relacionamentos amorosos.

Demais personagens como Ângela e os irmãos de Karolayne, Patrick e Alan, também marcam uma presença muito forte e por vezes descontraída e divertida no enredo. Enquanto que Ângela, agora em um relacionamento mais do que sonhado com Patrick, continua sendo a melhor amiga fiel de sempre e ajudando Karolayne sempre que ela precisa, fiquei ainda mais feliz de ver a autora aprofundando um pouco mais sobre os irmãos da protagonista. Alan, principalmente, se sobressai pela personalidade tímida e tranquila, mas não menos firme, vez ou outra confortando ou fazendo companhia à irmã mais velha de formas que ela mesma se surpreende, e de repente me vejo, inclusive, com um pequeno crush pelo personagem, que muito me encantou nesse volume.

“Foi com ela que aprendi que amar alguém é ser grata por cada segundo que se passa com essa pessoa, mesmo que ela traga o caos para sua vida e depois a ordem. O amor vem quando menos esperamos e de quem menos esperamos.”

Uma vez que ela começa o estágio na revista Love Story, porém, também tivemos o acréscimo de novos e igualmente incríveis personagens à trilogia. A começar por Thiago, colega de trabalho gay da personagem, então responsável tanto por momentos de descontração, como, juntamente com Ângela em seguida, por puxar a orelha de Karolayne e dizer-lhe verdades quando ela simplesmente ignora o que está acontecendo bem a sua frente ou deixando de tomar alguma atitude importante. Alana, recepcionista da revista, por sua vez, esconde a timidez e visível insegurança, além de um notável crush por Thiago, por baixo de seu visual mais punk e a maquiagem carregada, e também acaba se mostrando uma boa amiga para a protagonista em meio ao seu dia-a-dia na revista e mesmo fora dela. Além deles, temos o retorno do próprio Henrique, ex-namorado traidor da protagonista no primeiro livro, juntamente com a que parece ser sua atual namorada, uma moça chamada Sabrina, que, surpreendentemente, engatam numa relação inicialmente meio desconfiada com Karolayne, mas inesperadamente tornando-se as principais companhias dela por entre as aulas. De repente o clima da traição anterior já não está mais tão presente quanto antes e, à medida que o próprio se encontra visivelmente mais amadurecido, uma amizade começa a surgir, inclusive com a Sabrina, que se mostra igualmente receptiva e amigável com a ex de seu namorado. Uma dupla inicialmente improvável que acabou me conquistando também durante a leitura

A nota final só não foi cinco estrelas porque, em um dado momento próximo ao desfecho, senti que o final correu um pouco, além da protagonista também ter tomado algumas atitudes que muito me decepcionaram, mas que, porém, acabaram servindo como ponto de partida para o próximo volume, culminando Desencanto, então, num final particularmente inesperado que com certeza vai dar muito o que falar e acontecer no volume final. Karolayne terá uma nova barra por enfrentar no desfecho rumo à (talvez) realização do seu conto de fadas às avessas, antes que as doze badaladas do relógio biológico do amor em sua vida soem e sua chance se vá de uma vez por todas. Basicamente, uma sequência particularmente incrível e madura de uma trilogia que tem si seu potencial e que caminha para um final que mal vejo a hora de poder ler! Recomendo!


| | Não esqueçam de participar da Pesquisa de Público que está rolando no blog esse mês. | |
Clique na imagem abaixo para acessar o formulário.


2 Comentários

  1. Sâmella que resenha mais linda! Eu amei ♥ Muito obrigada por gostar tanto de Pedro e Karly, logo teremos o desfecho de toda essa turma ^^

    ResponderExcluir
  2. Amei, te admiro bastante, será uma escritora excelente.

    ResponderExcluir

Obrigada por ler o post!
- - - - - - - - - - - - - - - - - -
ATENÇÃO:
- Não use vocabulário impróprio;
- Não aceito Tags e Selinhos;
- Não aceito comentários que não tem nada a ver com o post.
* Comentários assim serão devidamente excluídos e eu não retribuirei visita.
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Deixe o link do seu blog no final do comment para que eu possa retribuir a visita. :)

Bjos...